DICAS DE COMO TER ÊXITO NO SEU PRÓPRIO NEGÓCIO.

Segundo a pesquisa “Amway Global Entrepreneurship Report (Ager)”, realizada pela Universidade Técnica de Munique (TUM) e validada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os brasileiros possuem a maior média global de empreendedorismo do mundo. A média Global é de apenas 56% sendo que,  82% dos entrevistados ( Brasileiros ) desejam obter o seu próprio negócio nos próximos 5 anos. Ter o seu próprio negocio é quase um discurso unânime entre eles, mas acredite, é preciso mais do que vontade e paixão para alcançar o sucesso dentro do seu negócio.

 

Carlos Alexandre Gomes é diretor de algumas franquias brasileiras, entre elas se encontra o Banneg – Banco de Negócios. Ele pontua que a proatividade é extremamente importante para o empreendedor que deseja alcançar sucesso no seu negócio. “Não basta ter boas ideias, bons projetos e capital.  O maior peso de tudo isso é a iniciativa de fazer acontecer.  Muitas pessoas dispõem de recursos, mas tem muito medo de agir, ou seja, chega de sonhar.  Vá lá e conquiste.  Como dizem por aí: ‘Realize seus sonhos antes que alguém o contrate para realizar os dele’”, explica o empreendedor. Amante dos seus negócios, ele completa: “Se paixão é calor, loucura e um pouco de ações irrefletidas, às vezes ela ajuda no ato do empreender.  Mas para que o empreendimento se mantenha, cresça e dê resultados, o mais importante é o amor.  Eu diria que a paixão ajuda na arrancada, mas depois é preciso compensar este impulso por um pouco de lucidez, avaliações e planejamento”.

 

1-Plano de negócio

Talvez essa seja a etapa mais importante para o investidor. Definir os objetivos, o capital de abertura, a análise do mercado da concorrência e a análise de tudo que a empresa irá oferecer são pontos cruciais para o sucesso de uma ideia e seu funcionamento. Ao colocar no papel tudo o que foi definido, é possível verificar se a mesma tem potencial de se tornar um negócio ou não.

 

2- Pesquisa sobre o mercado

Pesquise e descubra se a sua ideia de negócio tem aceitação no mercado, se há uma necessidade real por ele.  Desvendar e entender o seu segmento é a principal dica antes de dar início à abertura. Conhecer mais sobre seus concorrentes, saber sobre suas fraquezas e forças, também faz parte desse processo.

 

3- Planejar os custos de abertura

Abrir uma empresa envolve alguns custos, como emissões de declarações e de documentação. No caso de uma franquia é necessário avaliar itens como a taxa de instalação e os materiais necessários para iniciar o negócio. Por isso, em vez de começar despreparado a abertura do seu negócio é importante que você levante e planeje quais serão os custos para que sua empresa possa estar regularizada e funcionando sem desfalques.

 

Para conferir a matéria na íntegra CLIQUE AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *